Xilogravura by J. Borges - Sem Nome 01 (33 x 24 cm)

Xilogravura de J. Borges impressa em papel de gramatura 120g/m² e assinada a punho pelo artista. José Francisco Borges, mais conhecido como J. Borges, é um dos mestres da Literatura de Cordel, uma das manifestações artísticas mais expressivas e típicas da cultura brasileira. Derivadas da produção do cordel, as xilogravuras de J. Borges constituem obras de extrema originalidade e bom gosto, proporcionando personalidade para ambientes decorados diversos. Pode ser usada como uma peça central no ambiente, dando o tom da decoração, ou como item específico para dar um aspecto mais cultural para ambientes já compostos.


Observação importante

Pequenas imperfeições e nuances de cor são características e diferenciais do produto. Obra impressa e assinada pelo artista.


*Não acompanha moldura.


Sobre o criador

 J. Borges é um dos mestres do cordel, esta forma de arte popular tão peculiar da cultura brasileira. Nasceu em 20 de dezembro de 1935 em Bezerros/PE e começou a se enveredar pela literatura de cordel em 1964, quando escreveu seu primeiro folheto: O Encontro de Dois Vaqueiros no Sertão de Petrolina, que foi xilogravada por Mestre Dila. Animado com o resultado, escreveu o segundo: O Verdadeiro Aviso de Frei Damião Sobre os Castigos que Vêm, primeiro trabalho xilogravado por ele mesmo e que o introduziu a esta técnica. Desde então não parou mais e já ilustrou mais de 200 cordéis que lançou ao longo da vida. Hoje, suas xilogravuras, exemplares inconfundíveis da cultura popular brasileira, são vendidas a intelectuais, artistas e colecionadores de arte por todo o Brasil e no exterior.


Sobre a técnica

Gravura denomina toda produção artística impressa em papel, em tiragens limitadas ou ilimitadas, a partir da criação original do artista denominada matriz. Trata-se, portanto, de uma obra serial original e deve ser assinada a punho pelo autor. A gravura pode ser dividida em 5 tipos principais, de acordo com o tipo de matriz utilizada: a xilogravura (matriz em madeira), a gravura em metal, a litogravura (matriz em pedra), a serigrafia (matriz em tecido) e o giclée (impressão digital de alta qualidade e durabilidade).


Quando a tiragem é limitada, além da assinatura a punho do artista na obra, também deve constar o número do exemplar e a tiragem. Assim, por exemplo, se obra foi realizada em tiragem de 10 exemplares, deve constar, ao lado da assinatura a punho do artista, a notação 1/10 (que significa que este é o exemplar nº 1 de um total de 10 exemplares), 2/10 (para o 2º exemplar), 3/10 (para o 3º exemplar) e assim por diante até o 10º exemplar (10/10). A tiragem não pode ser repetida, o que garante que somente haverá 10 exemplares daquela obra. Desta forma, quanto menor for a tiragem, maior será o valor da obra.


Assim sendo, a grande diferença entre a gravura e o pôster, é que a gravura é uma obra de arte original e autêntica, por isso é assinada pelo artista a punho, ao passo que o pôster é apenas uma cópia sem valor artístico. A gravura tem valor de mercado e é uma obra de arte que pode ser colecionada, podendo, inclusive, ser usada como investimento.

[R$49,90]" class="pin-it-button" data-pin-do="buttonPin" data-pin-config="none"> Pin It

Disponibilidade: Em estoque

R$49,90

Xilogravura by J. Borges

Descrição

Xilogravura de J. Borges impressa em papel de gramatura 120g/m² e assinada a punho pelo artista. José Francisco Borges, mais conhecido como J. Borges, é um dos mestres da Literatura de Cordel, uma das manifestações artísticas mais expressivas e típicas da cultura brasileira. Derivadas da produção do cordel, as xilogravuras de J. Borges constituem obras de extrema originalidade e bom gosto, proporcionando personalidade para ambientes decorados diversos. Pode ser usada como uma peça central no ambiente, dando o tom da decoração, ou como item específico para dar um aspecto mais cultural para ambientes já compostos.


Observação importante

Pequenas imperfeições e nuances de cor são características e diferenciais do produto. Obra impressa e assinada pelo artista.


*Não acompanha moldura.


Sobre o criador

 J. Borges é um dos mestres do cordel, esta forma de arte popular tão peculiar da cultura brasileira. Nasceu em 20 de dezembro de 1935 em Bezerros/PE e começou a se enveredar pela literatura de cordel em 1964, quando escreveu seu primeiro folheto: O Encontro de Dois Vaqueiros no Sertão de Petrolina, que foi xilogravada por Mestre Dila. Animado com o resultado, escreveu o segundo: O Verdadeiro Aviso de Frei Damião Sobre os Castigos que Vêm, primeiro trabalho xilogravado por ele mesmo e que o introduziu a esta técnica. Desde então não parou mais e já ilustrou mais de 200 cordéis que lançou ao longo da vida. Hoje, suas xilogravuras, exemplares inconfundíveis da cultura popular brasileira, são vendidas a intelectuais, artistas e colecionadores de arte por todo o Brasil e no exterior.


Sobre a técnica

Gravura denomina toda produção artística impressa em papel, em tiragens limitadas ou ilimitadas, a partir da criação original do artista denominada matriz. Trata-se, portanto, de uma obra serial original e deve ser assinada a punho pelo autor. A gravura pode ser dividida em 5 tipos principais, de acordo com o tipo de matriz utilizada: a xilogravura (matriz em madeira), a gravura em metal, a litogravura (matriz em pedra), a serigrafia (matriz em tecido) e o giclée (impressão digital de alta qualidade e durabilidade).


Quando a tiragem é limitada, além da assinatura a punho do artista na obra, também deve constar o número do exemplar e a tiragem. Assim, por exemplo, se obra foi realizada em tiragem de 10 exemplares, deve constar, ao lado da assinatura a punho do artista, a notação 1/10 (que significa que este é o exemplar nº 1 de um total de 10 exemplares), 2/10 (para o 2º exemplar), 3/10 (para o 3º exemplar) e assim por diante até o 10º exemplar (10/10). A tiragem não pode ser repetida, o que garante que somente haverá 10 exemplares daquela obra. Desta forma, quanto menor for a tiragem, maior será o valor da obra.


Assim sendo, a grande diferença entre a gravura e o pôster, é que a gravura é uma obra de arte original e autêntica, por isso é assinada pelo artista a punho, ao passo que o pôster é apenas uma cópia sem valor artístico. A gravura tem valor de mercado e é uma obra de arte que pode ser colecionada, podendo, inclusive, ser usada como investimento.

Especificações do Produto

SKU 00012AAA
Designer J. Borges
Cor Preto
Composição Papel
Dimensões 24 cm de largura x 33 cm de altura
Instruções de Limpeza e Conservação Limpar com pano seco. Evitar exposição direta à luz solar.
Ambientes Recomendados Sala de Estar, Sala de Tv, Sala de Jantar, Varanda, etc.